top of page

Sons da natureza: uma porta para o bem-estar e saúde mental

Pesquisas apontam que Sons Naturais como barulho da chuva, trovões ou ondas do mar impactam o cérebro e até a nossa frequência cardíaca



Parece óbvio, mas os sons da natureza (“nature soundscape”, como viralizou em vários países, ou Paisagem Sonora Natural) têm o poder de acalmar e impactar positivamente a nossa saúde mental e física. O que já era entendido há séculos no campo da espiritualidade, agora é comprovado pela ciência: o vai e vem das ondas no mar, a chuva batendo na janela, o som de um trovão ou o fluir de um rio podem alterar a química do nosso cérebro e até o ritmo do nosso batimento cardíaco.


As pesquisas realizadas sobre o poder das Paisagens Sonoras Naturais nos seres humanos comprovam que elas reduzem o stress, aumentam o foco e influenciam para melhorar a qualidade do sono. Em 2017, um estudo publicado no periódico Scientific Reports avaliou as radiografias cerebrais, o monitoramento cardíaco e experimentos comportamentais para provar as causas psicológicas por trás desses efeitos.


Um grupo de 17 adultos foi cuidadosamente monitorado enquanto eles eram expostos a sessões de cinco minutos com os sons da natureza e, depois, com sons artificiais. Na primeira parte do experimento, os resultados apontaram que houve uma resposta maior na área do cérebro responsável pela “atenção de foco externo”, que ajuda o corpo a relaxar e diminui os níveis de stress, ansiedade e até depressão; na segunda parte, o efeito foi inverso.


A pesquisa apontou ainda que qualquer tempo passado ao ar livre ou longe de ruídos urbanos, como trânsito ou obras, pode ser benéfico à saúde, mesmo que os sons da natureza venham dos fones de ouvido.


Mesmo alguns poucos momentos de fuga podem ter benefícios. Também descobri que faixas baixadas ajudavam quando eu não podia sair da minha mesa”, - Cassandra Gould van Praag, professora da Universidade de Sussex.


Mas de acordo com a professora, os sons da natureza ainda não funcionam como um calmante universal para todos e seus efeitos estão mais relacionados à forma como são produzidos – por captação direta ou gerado eletronicamente – e ao nível de familiaridade do indivíduo com aquele cenário sonoro. Uma pessoa que não tem memórias afetivas de uma praia ou de uma floresta tropical, por exemplo, pode achar que o som de uma onda ou da chuva nas folhas não seja tão relaxante assim.


Ainda segundo ela, a familiaridade de determinada pessoa com uma paisagem sonora se provou um fator decisivo na hora de melhorar o desempenho que ela tem durante tarefas que requerem um nível maior de foco e atenção. Não à toa, hoje é possível encontrar na internet uma infinidade de playlists e vídeos criados com sons da natureza que têm horas de duração e são utilizados para dormir, relaxar, estudar ou trabalho.


6 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page